• Dicas de Poupança

20 Dicas para poupar dinheiro no consumo de eletricidade

Atualizado: Abr 14

Em tempos cada vez mais difíceis para as famílias portuguesas, deixamos alguns conselhos para poupar alguns euros no consumo de eletricidade, no dia a dia. É simples, eficaz e basta um pequeno gesto que já conhece: desligar botões ou interruptores.



A ideia é criar alguns hábitos e rotinas no nosso dia a dia que se tornam em hábitos quotidianos, fazendo com que pequenos gestos económicos, se traduzam numa redução drástica na fatura mensal da eletricidade!


20 Dicas para poupar na conta da eletricidade:

1. Habitue-se a desligar todas as luzes cada vez que sai de uma divisão… é para isso que serve o interruptor não é? Afinal há algum motivo que justifique a luz do quarto estar acesa se vai passar as próximas horas a cozinhar e depois a jantar? A sua carteira agradece!

2. A aplicação de um regulador de intensidade de luz também pode ajudar a reduzir o consumo de eletricidade. Em alternativa, escolha sempre a iluminação orientada, ou seja, se estiver a ler, basta ligar o candeeiro ao seu lado, não precisa da luz do teto também acesa!

3. Substitua todas as lâmpadas incandescentes por lâmpadas economizadoras ou de baixo consumo, como as LED. Não se assuste com o preço – apesar de serem bastante mais caras que as lâmpadas “normais” é um investimento que compensará – consomem 6 vezes menos energia e duram 8 vezes mais.

4. Outra prática a adotar é passar a desligar todos os aparelhos que possam ser mantidos em standby (aquela luz de presença vermelha que se mantém depois de apagarmos a TV no comando e que continua a gastar 25% de energia!)… isto aplica-se a televisões, DVDs, aparelhagens, etc.

5. Desligue todos os aparelhos que não estão a ser utilizados no momento – computadores, impressoras, scanners, fotocopiadoras, máquina de café, microondas, etc.

6. Evitar deixar o telemóvel a carregar toda a noite. Mesmo após ter a carga completa, continua a gastar eletricidade, mesmo. Por outro lado, quando pegar no telemóvel depois de carregado, nunca deixe o carregador na tomada, se não, vai continuar a consumir energia!

7. Os eletrodomésticos são os responsáveis pela maior fatia da conta de eletricidade e os números comprovam-no: o frigorífico e congelador absorvem 30% do consumo elétrico de um lar e as máquinas de lavar e secar, cerca de 10%. No enanto, já não conseguimos viver sem eles, mas eles podem viver em harmonia com a nossa carteira! Sempre que adquirir um eletrodoméstico novo, compre um modelo da classe A – em termos de energia são muito mais eficientes. Por norma, são mais caros do que os outros modelos, mas vai obter o retorno desse investimento na fatura da eletricidade e em pouco tempo!

8. Cada vez que abre a porta do forno para espreitar o assado, perde 25% de calor, o que implica que o forno terá de reaquecer (consumir mais) para voltar à temperatura inicial. Ao cozinhar, aprenda estes 2 truques: cozinhe com as tampas das panelas colocadas, consome apenas um quarto da energia que precisasse se não o colocasse; desligue sempre o forno ou as bocas do fogão alguns minutos antes do previsto – o calor acumulado é o suficiente para continuar a cozinhar os alimentos! Em alternativa, escolha panelas de pressão ou a vapor, permitem uma poupança elétrica até 70%!

9. Para aquecer alimentos, escolha o microondas em vez do forno ou fogão.

10. Os frigoríficos e arcas congeladoras devem estar longe de janelas, portas e do fogão para não os obrigar a trabalhar e a gastar mais. Não coloque alimentos ainda quentes no frigorífico e mantenha o seu termóstato entre os 3º e os 5º – é a temperatura ideal para conservar alimentos – abaixo dos 3º obriga a consumos de eletricidade desnecessários.

11. Atenção à porta do frigorífico! Junte todos os alimentos para guardar antes de abrir a porta e tente retirar tudo o que precisa do frigorífico de uma só vez. Certifique-se que a porta fique sempre bem fechada, ao ficar aberta, está a gastar ainda mais do que o habitual!

12. Sabia que um frigorífico e congelador cheios são mais eficientes do que quando estão vazios? E não se esqueça de limpar, de forma regular, o gelo acumulado no congelador – muito gelo aumenta o consumo elétrico.

13. As máquinas de lavar loiça e roupa só devem trabalhar com a sua carga máxima e, se possível, de noite, quando as tarifas de eletricidade são mais económicas. Consulte a sua empresa de eletricidade e descubra em que horário pode poupar.

14. As máquinas de lavar loiça e roupa gastam mais energia no aquecimento da água, ou seja, basta lavar a 40º em vez de 60º para poupar mais de 40% de eletricidade! Se puder, lave com água fria (o ideal para roupa escura, aliás). Para além disso, a maioria destes eletrodomésticos disponibiliza programas económicos, por isso, aproveite-os na hora de lavar.

15. Sempre que possível, troque a máquina de secar roupa pelo estendal e o ar livre. Porém, quando a utilizar, não se esqueça, sempre na carga máxima e faça várias secagens seguidas para aproveitar o calor acumulado.

16. Reduza o tempo de utilização do aquecimento e ar condicionado, isolando bem portas e janelas para manter o calor e o frio dentro de quatro paredes. Se puder escolher, opte por vidros duplos – para além de garantir um excelente isolamento térmico, o excelente isolamento acústico vai trazer-lhe muito sossego.

17. Nos meses de Verão, mantenha janelas e estores fechados nas horas de maior calor, abrindo-os de manhã ou à noite (quando estiver mais fresco) para arrefecer a casa. Isto pode levar a uma menor utilização de ar condicionados. Por falar em ar condicionado, deve limpar ou mudar o seu filtro todos os meses – pode poupar até 20% de eletricidade. Outro truque: basta manter uma temperatura ambiente de 25º, em vez de reduzir para os 20º, por exemplo, para continuar a amealhar. Em alternativa, escolha as ventoinhas – de teto ou de pé – são muito mais económicas.

18. Adquira um termóstato elétrico – trata-se de um pequeno termóstato que, ligado ao seu aparelho de climatização, pode ser programado para ligar nos horários mais económicos.

19. Baixe a temperatura da água quente. Se o seu esquentador for elétrico, basta reduzir alguns graus da temperatura da água (e provavelmente nem vai notar) para começar a poupar já.

20. Use e abuse da luz natural. Abra as cortinas e estores para iluminar e para aquecer as casas em dias de Inverno (certifique-se que todas as janelas e portas estejam bem isoladas para não impedir que o calor fuja ao anoitecer).


Se ainda ficou com alguma questão ou se pretende recorrer à ajuda dos Dicas de Poupança, entre em contacto connosco!

17 visualizações0 comentário