• Dicas de Poupança

5 Dicas para ser um consultor imobiliário

O mercado imobiliário, como qualquer outro setor, está diretamente ligado à conjuntura económica que se vive em cada momento. É usual, que em momentos de alta, a procura por esta profissão seja maior. Atualmente, o com o mercado imobiliário em alta, a figura do consultor imobiliário torna-se ainda mais apetecível. Muitos ponderam abraçar esta área e conquistar o seu lugar ao "sol". Neste artigo, saiba tudo o que precisa para desenvolver uma atividade como consultor imobiliário, com o nosso especialista Hugo Gonçalves, Diretor de Agência na Decisões e Soluções Cacém!



"A profissão de consultor imobiliário é, na minha opinião, uma das mais interessantes para desenvolver carreira. E isto tem a ver com as possibilidades, quase ilimitadas, que esta área nos permite alcançar. Desde logo, ser dono do nosso próprio tempo, ninguém decidir até quanto podemos ganhar, a aprendizagem constante e a relação interpessoal", diz Hugo Gonçalves ao Dicas de Poupança, Diretor de Agência da Decisões e Soluções Cacém.


Perante este cenário, não é de admirar que as empresas do setor continuem a apresentar das mais altas taxas de sucesso e a parecer que são imunes a esta situação atual de pandemia. Quando se fecha uma porta surge logo uma oportunidade, neste admirável mundo dos imóveis.


Se foi um dos que decidiu ou está a pensar em ingressar nesta área profissional, parabéns! Este é um admirável mundo de oportunidade, no entanto, desengane-se quem acha que vai ficar milionário nos primeiros tempos de atividade. E a beleza deste negócio é que isso é possível, só que pouco provável. Como quase tudo na vida, o que é bom envolve esforço e dedicação, e no primeiro ano é possível que as adversidades sejam maiores.


Um consultor imobiliário é o profissional que conhece o mercado imobiliário e apresenta os melhores imóveis de acordo com as necessidades e critérios dos clientes. E para o exercício da sua função, o consultor imobiliário deve ter excelentes capacidades comunicativas e analíticas que lhe permitam ser empático e criativo na procura de soluções imobiliárias. "Como tudo na vida, se alguém faz, os outros podem fazer! Não sendo uma ciência aeroespacial, está ao alcance de todos os que assim o desejem, todavia, persistência e empatia são skills que é preciso ter ou desenvolver para ter sucesso no mundo das vendas, aqui não é exceção. Face ao constante crescimento tecnológico e das redes, os mercados são cada vez mais voláteis, e o imobiliário não é exceção. Face às constantes mudanças de cenário é exigida uma adaptação constante do consultor imobiliário. O desenvolvimento de competências com foco nas mudanças deste mercado e nas necessidades dos clientes é fundamental", diz Hugo Gonçalves.


Seguem as Dicas que Hugo Gonçalves revelou ao Dicas de Poupança fundamentais para quem quer ser consultor imobiliário:


1. Invista em si


Para quem está a começar uma carreira nova há toda uma nova aprendizagem. Procure aproveitar todo conhecimento que lhe possam transmitir e assistir a todas as formações possíveis. Por exemplo, nós na Decisões e Soluções Cacém não deixamos que ninguém comece a trabalhar ativamente sem estar preparado. Temos um plano de integração de 15 dias, em que passo a passo, o consultor sabe o que irá ser acompanhado. Acontece, mandar-se os consultores pouco experientes paras as "feras" e as pessoas ficam desiludidas e desamparadas. Este não é o caminho. Procure investir em si e se onde está não o fazem, ou se lhe querem cobrar as formações, procure alternativas. Nós temos especialistas e inclusivamente formadores devidamente habilitados para tal. Tudo gratuito!



2. Junte-se a um mentor/coach


Uma das formas de aprendizagem que é utilizada em diversas áreas é a modelagem. Não é nada de novo, e está mais que provada que funciona, só que muitos teimam em negligenciá-la. A ideia é acompanhar alguém mais experiente no ramo imobiliário e aprender mais rapidamente com essa pessoa. Além de diminuir a curva de aprendizagem, tem alguém que está ali para ajudar.


Na minha opinião o ideal é começar num regime de mentoria (o mais experiente faz e o menos experiente vê e aprende) e num período mais avançado passar para um regime de coaching (o menos experiente faz e o mais experiente observa). Já existem vários líderes de equipas a usar este método, a minha sugestão é que procure alguém que o faça.


O ingrato para quem começa uma área desconhecida é que não tem termo de comparação, para avaliar se fez uma boa escolha ou não. Não desanime e se não se sentir acompanhado, procure esse acompanhamento ou mude para quem lho proporcione.

3. Cuide de si


Não tenho por hábito controlar os outros ou dizer-lhes o que tem ou não de fazer. Por vezes, alguns consultores ficam indignados quando lhes digo que devem ter uma imagem cuidada e que devem vestir-se adequadamente. A questão é que apesar lhes ser eu a transmitir essa ideia, ela não é minha, é o próprio mercado que se encarrega de ditar as regras. Quem quer estar no mercado tem de estar à altura dele. A imagem do consultor, é o cartão de visita, é a porta de entrada, é quase a única coisa que alguns consultores têm, porque ainda antes de falarem, já os potenciais clientes fizeram algum tipo de juízo. E todos nós somos muito bons a fazer juízos.


Procure cuidar de si, fazendo algum exercício físico, tendo alguns cuidados com a alimentação e cuidando da sua imagem visual, investindo na imagem que quer passar ao mercado e pela forma como quer ficar conhecido. É importante ter uma boa disciplina física e mental. E a sua saúde também agradece!


Mais à frente, depois de conquistar a sua quota de mercado, poderá não ser tão importante. Adapta-se ao seu mercado, não é ele que se adapta a si.



4. Gestão do tempo


Pode parecer um cliché falar de gestão do tempo. Considero que se há duas coisas que deveríamos trazer quando nascemos, uma seria um manual de instruções e outra seria uma agenda! Neste admirável mundo das vendas trabalhar sem agenda é como ir à escola sem cadernos e manuais. É possível, só que não é a mesma coisa. E nesta fase inicial da carreira de consultor imobiliário, com tanta coisa nova a acontecer ao mesmo tempo, fazer uma boa gestão do tempo pode ditar o sucesso ou não.


Enquanto formador e responsável de equipas, não raras as vezes que me deparo com o consultor de improviso. Provavelmente, também conhece este profissional de outras áreas, que não é mais do que aquele tem a mania que sabe tudo, que não prepara nada e no momento da reunião improvisa qualquer coisa. Segundo estudos, apenas 5% dos comerciais se preparam. O resto fica a ver televisão. Conhece alguém que tivesse ganho dinheiro a ver televisão? Exato!


Esta é uma área com muita coisa a acontecer ao mesmo tempo, muitos contactos, muitas formações, muitas reuniões, ... Por isso, a sua agenda deve ser organizada de forma a ter tempo para angariar, ter tempo para promover os imóveis e ter tempo para criar a imagem que quer mostrar ao mercado.


Organize o seu tempo e prepare-se para vencer ou irá perder para quem estiver preparado!



5. A marca pessoal gera vendas


Considera mais importante quem conhece ou quem o conhece a si? Se respondeu a segunda acertou, basta pensar se quem ganha muito dinheiro é aquela pessoa que conhece toda a gente numa festa ou aquele influencer quem toda a gente conhece, que ganha dinheiro só porque é conhecido.


Enquanto consultor imobiliário tem invariavelmente que criar a sua marca pessoal e isso consiste em pensar em si, pensar em dar para receber e a sua entrega ao trabalho, a inteligência com que desempenha as suas funções e a dedicação revelada, desde que combinadas com uma boa dose de autoconfiança, farão a sua marca pessoal vingar mais do que qualquer outra estratégia.


Assim, e de uma forma muito resumida, esteja preparado para ser o primeiro a dar, invista o tempo que for preciso, conte com a ajuda de terceiros, esteja presente em vários canais (não apenas as redes sociais), seja criativo, seja persistente e regular, divirta-se enquanto trabalha e faça tudo por ser o melhor. Já alguma vez ouviu dizer que o melhor não teve sucesso?


Poderia acrescentar muito mais ou desenvolver mais cada um dos temas aqui abordados, no entanto isto não é uma formação inicial de novos consultores.


Invista sempre no seu desenvolvimento pessoal e profissional e se quiser saber mais acerca destes temas, procure junte do seu diretor comercial, do seu broker, ou procure juntar-se às nossas formações e poderá ver a ser um dos selecionados.


Brevemente, voltaremos apresentaremos algumas Dicas para consultores já mais experientes.


Hugo Gonçalves

Mestre em Gestão da Ciência, Inovação e Tecnologia, Mestre em Ensino de Economia e Contabilidade, Professor, Formador, Empreendedor, Mentor, Coach e Diretor de Agência.

hugogoncalves@decisoesesolucoes.com

10 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo