• Dicas de Poupança

É possível transferir o crédito para outra instituição?


Nos últimos anos, as taxas de juros têm estado em queda, e claro que uma transferência do crédito para uma instituição com condições mais favoráveis parece trazer benefícios ao nível de poupança, óbvios para o cliente.


Então a questão que se coloca é se é possível ou não, fazer essa transferência do crédito para outra instituição? A resposta curta é que sim, é possível. Deverá cumprir algumas formalidades e irá ter custos associados, e é possível.

Para tal, deverá primeiro pesquisar entre as várias alternativas de mercado e selecionar aquela que melhor se adequa às suas necessidades. Recorrer a empresas especializadas que ajudam neste processo pode ajudar bastante, poupando tempo e dinheiro. O Dicas de Poupança pode ajudar!


Para oficializar essa intenção de rescisão do contrato, deverá formalizar através de uma comunicação escrita, num prazo mínimo de 30 dias de calendário. De lembrar que qualquer cliente bancário em Portugal tem o direito de reembolsar, quer na sua totalidade quer apenas parcialmente, o montante em dívida de um empréstimo antes do prazo.


Neste âmbito, é importante saber que poderá ser cobrada uma comissão por parte da entidade bancária credora a título de compensação pelo pagamento antecipado.


Conforme a legislação em vigor, esta comissão nunca poderá ultrapassar o valor dos juros que o cliente teria de suportar durante o período decorrido entre o reembolso antecipado e a data estipulada para o termo do contrato.


Isto permite que quem detenha um crédito ao consumo possa, portanto, optar pela transferência do seu financiamento para outro banco e assim beneficiar de melhores condições conforme a evolução da oferta no mercado.


Num processo similar ao de um crédito imobiliário, a nova instituição credora concede ao consumidor o montante equivalente ao valor em dívida na instituição onde originalmente contraiu o empréstimo para que este faça o seu reembolso antecipado.

3 visualizações0 comentário