• Dicas de Poupança

Metade dos condutores irão optar por um automóvel elétrico na hora de voltarem a trocar

Atualizado: Mar 7

Questões como: preço, autonomia e falta de infraestruturas de carregamento ainda são fatores inibidores no momento da compra do carro elétrico, mas as preocupações ambientais já falam mais alto, assim como os subsídios cada vez maiores.

Uma das principais conclusões do Relatório Anual Mobility Insights, resultado do inquérito realizado em 22 países, é que metade dos condutores portugueses garantem que quando voltarem a trocar de carro, a opção irá recair sobre um automóvel elétrico.


Neste mesmo relatório conclui-se ainda que em Portugal, 87% dos inquiridos refere ter uma atitude muito positiva sobre os veículos elétricos, 9% têm uma atitude neutra e apenas 4% têm uma atitude muito negativa.


A preocupação com as emissões de CO2

De acordo com o relatório, o interesse dos portugueses pelos carros elétricos é já bastante expressivo, com 49% a responderem que provavelmente/quase de certeza o seu próximo carro será um veículo deste tipo, 31% talvez mudem para um destes e 20% referiram que provavelmente/quase de certeza não mudariam.


A principal razão apontada para esta tendência é a redução nas emissões de CO2, com 59% dos portugueses, seguido dos custos de manutenção mais baixos (57%) e dos subsídios governamentais/benefícios fiscais (41%).


Os condutores estão cada vez mais conscientes de que uma condução verde não tem de custar mais do que conduzir um veículo a gasóleo ou a gasolina, com 46% dos inquiridos a dizer que os carros elétricos não só contribuem para combater as alterações climáticas através da redução das emissões de CO2, como também concordam que têm um custo de funcionamento global mais baixo (47%).


O preço de aquisição

Por outro lado, para 64% dos portugueses inquiridos o preço de aquisição é o maior impedimento para a compra de um carro elétrico, seguido pela autonomia limitada (55%) e pela insuficiente estrutura de carregamento (38%).


Falta de infraestruturas de carregamento

Apesar deste interesse crescente, os inquiridos estão cada vez mais preocupados com a falta de infraestruturas de carregamento, referindo a falta de postos de carregamento como um dos maiores bloqueios que os impede de fazer a mudança.


Numa nota menos positiva, 51% dos que planeiam comprar um carro nos próximos 5 anos citaram a insuficiência de infraestruturas de carregamento (seja em casa, no trabalho ou nas estradas públicas) como impedindo-os de escolher um carro elétrico.

19 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Verão